chael sonnen

Chael Sonnen

 

Chael Sonnen

Conhecido como falastrão, Chael Sonnen é um lutador que adora provocar seus adversários com palavras durante as coletivas e durante os eventos. Tomou grande fama após disparar comentários sobre Anderson Silva antes da luta contra ele no UFC 117. Mesmo tendo perdido para Spider, Sonnen ainda continuou a falar mais e mais sobre Anderson, inclusive chegou a insultar sua mulher e seu país.

Chael Sonnen é um lutador do estilo Wrestling que já acumulou vitórias sobre Michael Bisping, Yushin Okami, Nate Marquardt, Jason Miller, Dan Miller entre outros.

Biografia

Chael Sonnen Patrick é natural da cidade Milwaukie, Oregon nos Estados Unidos e nasceu em 03 de Abril de 1977. Sonnen começou sua vida no MMA aos 19 anos em 1997, vencendo Bem Hailey em Vancouver, Washington. Após isto, ele derrotou o futuro campeão dos Médios do ICON Sport e desafiante dos Médios do Strikeforce, Jason “Mayhem” Miller. Chael venceu suas seis primeiras lutas antes de perder para Trevor Prangley. Em 2003, Sonnen lutou com o então futuro vencedor do The Ultimate Fighter e campeão dos Meio Pesados do UFC, Forrest Griffin, mas perdeu por uma finalização em triângulo.

UFC

Chael Sonnen fez sua estreia no UFC nos Meio Pesados contra o ex-campeão dos Pesos Pesados do IFC, Renato Sobral no UFC 55, perdendo para ele em um triângulo no segundo round.

Após esta primeira luta no UFC, ele teve a chance de fazer diferente após vencer por decisão unânime Trevor Prangley no UFC  Fight Night 4. Sonnen lutou contra Jeremy Horn pela terceira vez e foi derrotado por um armlock. Cerca de pouco tempo depois ele foi dispensado pelo UFC.

Bodog Fight

Sonnen estreiou no Bodog Fight em maio de 2006, vencendo Tim Credour por TKO. Após esta primeira luta, Sonnen ainda ganhou por decisão unânime sobre Alexey Oleinik, derrotou Tim McKenzie em 13 segundos apenas, com um estrangulamento e acabou com o veterano do UFC e do Pride Amar Suloev por TKO. Após largar o Bodog, Sonnen venceu o futuro membro do TUF Kyacey Uscola na SuperFight 20: Homecoming.

World Extreme Cagefighting

Sonnen lutou com Paulo Filho pelo WEC Middleweight Championship, em dezembro de 2007. Sonnen acabou perdendo por uma submissão polêmica no segundo round aos 4:55, pois Chael não bateu mas gritou de dor, o que o árbitro interpretou como uma forma verbal de submissão. Após a luta em uma entrevista, Sonnen falou que tinha dito ao árbitro para para não parar a luta, e que continuamente dizia “Não” quando o árbitro perguntava se ele queria parar. O diretor-executivo da Comissão Atlética do Estado de Nevada, Keith Kizer, afirmou que Chael só tinha dito “Não” após o árbitro parar a luta. Kizer e Dana White que estava assistindo, concordaram com uma revanche.

A revanche foi marcada para 26 de março de 2008, porém foi cancelada quando Filho entrou em um programa de reabilitação de drogas. Ao invés disso, ele enfrentou o desafiante invicto dos Médios do WEC, Bryan Baker, dominando ele por 3 rounds para ganhar por decisão unânime. Sonnen e Filho se encontraram novamente em 5 de novembro de 2008, quando Sonnen venceu por decisão unânime. Antes da luta, Filho pesou quase 7 quilos acima do limite de 185 libras, então a luta foi tida como uma luta não válida pela disputa do título. Após perder, Filho falou que enviaria o cinturão para Sonnen.

Volta para o UFC

Após a dissolução da categoria dos médios do WEC, Sonnen voltou ao UFC.

Na primeira luta de promoção do UFC 60, ele foi finalizado por um triângulo de Demian Maia no UFC 95.

Chael venceu Dan Miller por decisão unânime no UFC 98, em maio de 2009. Ele entrou como uma substituição de Yushin Okami que tinha rompido o ligamento durante o treino. Sonnen recebeu o aviso da luta com 22 dias de antecedência, e teve de perder 36 quilos para competir.

Na sua próxima luta, contra Yushin Okami, Chael venceu por decisão unânime.

Era esperado que Sonnen enfrentarsse Nate Marquardt no UFC 110, porém a luta foi transferida para o UFC 109 em 06 de fevereiro. Chael venceu por decisão unânime, após escapar de muitas guilhotinas no primeiro e segundo round. Com esta vitória, Sonnen tornou-se o desafiante número 1 ao título dos Médios do UFC.

Luta pelo título dos Médios: UFC 117 Silva vs Sonnen

Foi uma luta que marcou muito o cenário do UFC, pois Sonnen eventualmente fazia duras críticas e provocava muito Anderson Silva e seu país. Chael chegou a afirmar que iria aposentar Silva. Essa luta surpreendeu a todos, pois Sonnen bateu duramente em Silva durante os 5 rounds, aplicou bons golpes e takedowns, porém aos 3;10 do quinto round, Silva aplicou um triângulo em Sonnen que acabou por bater e perder a luta.

Suspensão CSAC e Recursos

Um exame de urina após a luta contra Anderson, revelou uma taxa de testosterona muito alta no momento da luta. Essa taxa era de 17 vezes maior do que em um homem normal e 4 vezes maior do que a permitida para um atleta. Sonnen foi multado em $2.500 e foi suspenso por um ano (até 02 de setembro de 2011) pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC). Assim sua revanche contra Silva foi cancelada.

Recurso inicial

Chael recorreu à decisão da CSAC e a audiência foi realizada em 02 de dezembro de 2010. O motivo de sua recorrência foi que ele tinha uma justificação médica para tomar testosterona, e que tinha tomado as doses necessárias para tratar sua doença, a qual havia sido diagnosticado em 2008 como hipogonadismo e foi submetido a terapia de reposição de testosterona e auto-injeção de testosterona sintética duas vezes por semana. Dr. Mark Czarnecki, o médico de Sonnen, esteve presente na audiência e atestou as reinvidicações.

Em seu testemunho e sob juramento, Sonnen alegou ter sido aprovado previamente para o TRT (Terapia de Reposição de Testosterona) pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC), e falou diretamente ao diretor-executivo da NSAC (Comissão Atlética do Estado de Nevada), Keith Kizer, que informou que Chael foi aprovado para o TRT e que não deveria mais divulgar declarações sobre o tratamento exigido pela NSAC.

Chael disse acreditar que este conselho sobre a divulgação também é aplicado a outras formas de comissões atléticas. Chael disse ter divulgado sua condição para a CSAC antes da sua luta contra Yushin Okami no UFC 104, que ocorreu em Los Angeles em 24 de Outubro de 2009. Tomando como base seu testemunho, a CSAC voltou atraz na sua decisão e resolveu por encurtar a suspensão de 12 para 6 meses, terminando em 12 de março de 2011.

Keith Kizer respondeu publicamente sobre o testemunho de Sonnen, alegando que o NSAC nunca aprovou Chael para o TRT e disse que nunca havia conversado com Chael Sonnen na vida dele. Posteriormente em uma reunião entre o UFC, Sonnen e NSAC, Kizer perguntou a Chael sobre seu depoimento em 02 de dezembro, na audiência da CSAC 2010. De acordo com Keith Kizer, Sonnen desviou inicialmente de suas perguntas, mas quando foi pressionado ainda mais, acabou por admitir que nenhuma conversa entre ele e Kizer havia ocorrido. Sonnen explicou que o seu Manager e Kizer haviam conversado sobre isenção terapêutica, e que, portanto havia se expressado mal. Kizer chamou isso de “história estranha” e “explicação ridícula”. Keith reconheceu ter conversado com o Manager de Sonnen (Matt Lindland) sobre TRT, mas disse que a conversa causa somente o procedimento em si, sem a aplicação de qualquer lutador em particular.

O diretor-executivo da CSAC, George Dodd também contradisse o depoimento de Sonnen, afirmando que a CSAC não tinha qualquer provas documentais sobre Sonnen ter sido aprovado para a TRT.

Suspensão posterior pela CSAC

Sonnen foi antecipado da suspensão da CSAC, que expirou em 02 de março de 2011. Mas na terceira semana de abril de 2011, a CSAC anunciou que reverteu a sua decisão de reduzir a sentença e colocou-o sobre suspensão administrativa por tempo indeterminado devido a sua condenação por lavagem de dinheiro e também por seu possível testmunho falso durante a audiência de 02 de dezembro de 2010. Chael apareceu antes da CSAC em 18 de maio de 2011, solicitando o levantamento da suspensão. Depois de ouvir o depoimento de Keith Kizer via streaming de vídeo, bem como Sonnen e os seus apoiantes, a CSAC votou em 4-1 para manter a suspensão. Dois dias depois, a CSAC explicou que os regulamentos aplicáveis apenas permitiam Sonnen ser suspenso até que sua licença existente expirasse (29 de junho de 2011). Se Chael pedisse uma nova licensa após 29 de junho de 2011, ele deveria aparecer antes da CSAC, que poderia negar o pedido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *