historia_mma

História do MMA

 

História do MMA

Muito se fala sobre a história do MMA, mas poucos conhecem e sabem de fato quais foram os fatores que levaram a criação desta arte marcial mista que hoje é tão difundida e apreciada no mundo.

Conhecida como MMA – Mixed Martial Arts são artes marciais que incluem tanto golpes de luta em pé quanto técnicas de luta no chão. O MMA pode ser praticado como esporte de contato em uma maneira regular ou em um torneio em que dois concorrentes tentam derrotar um ao outro. Usa uma extensa grade de técnicas permitidas de artes marciais, como golpes utilizando os punhos, pés, cotovelos, joelhos, além de técnicas de imobilização, como lances e alavancas.

 

A maior organizadora dos eventos ligados ao MMA é o UFC. Que hoje é uma empresa que vale aproximadamente mais de 1 bilhão de dólares.

Era Pré-Moderna

No passado, os gregos introduziram nos Jogos Olímpicos em 648 d.C, uma disciplina conhecida como Pankration, que era um estilo de combate sem arma com poucas regras. Seu nome é formado pela união de palavras gregas, Pan, que significa “tudo”, “vários”, “diversos”, e Kratos, que quer dizer “poder”, “força”. Ocorreram algumas exposições públicas de combates que se deram no século XIX. Era a mais extrema forma de combate  sem armas, portanto veio a se espalhar  pelo Império Romano, onde era também praticado pelos cidadãos livres.

Os primeiros registros  de torneios onde se enfrentavam lutadores  de vários estilos diferentes, são do final do século 19, que acontecera na Europa. Eram incluídos vários estilos de Luta Livre, Luta Greco -Romana e algumas outras. Em 1887 realizou-se a primeira grande disputa entre um lutador de Luta Livre contra um de Boxe, onde John L. Sullivan, era o campeão mundial de Boxe dos Pesos Pesados, que enfrentou seu treinador, o campeão mundial de Luta Greco-Romana Willian Muldoon, que acabou vencendo a luta em apenas dois minutos.

No final da década de 1890, ocorreu o encontro seguinte a obter notoriedade, entre Bob Fitzsimmons que se tornaria campeão mundial de Boxe dos Pesos Pesados e o campeão de Luta Greco-Romana Ernest Roeber. Roeber sofreu uma fratura no osso malar durante a luta, mas assim mesmo ele nocauteou Fitzsimmons, aplicou-lhe uma “chave de braço” enquanto ali se encontrava deitado e fez com que Bob desistisse do combate. O lutador de boxe  Peso Pesado Kingfish Levinsky enfrentou o veterano profissional da Luta Livre Rav Steele em 1936, sendo Steele vencedor em apenas incríveis 35 segundos. Após a Primeira Guerra Mundial, nascia a luta uma vez mais em dois meios principais. O primeiro era uma competição real (Shoot) e a segunda começou a depender mais na coreografia e nas exposições públicas grandiosas, resultando na luta profissional (Show).

 

O MMA moderno têm suas raízes em dois acontecimentos: o vale-tudo no Brasil, e o shootwrestling japônes. Nesse tempo eles foram mutualmente ligados, mas foram separados.

Na terceira década do século XX iniciou-se o vale-tudo, quando Carlos Gracie, ums dos fundadores da Gracie jiu-jitsu, convidou um competidor de modalidades de luta distintas. Era chamado de “Desafio do Gracie”. Mais tarde, Hélio Gracie junto com a família Gracie e principalmente, Rickson Gracie, mantiveram o desafio que passaram a ser como disputas de vale-tudo sem a presença da mídia.

No Japão na década de 1980, Antonio Inoki organizou uma série de lutas de artes marciais misturadas. As forças que produziram o shootwrestling mais tarde causaram a formação de uma das primeiras organizações japonesas de artes marciais misturadas, conhecida como shooto. O MMA obteve grande popularidade nos Estados Unidos em 1993, quando Rorion Gracie e outros sócios criaram o primeiro torneio de UFC.

Com o sucesso do UFC, os japoneses criaram o Free Style Japan Championship ou Open Free Style Japan em 1994, estes eram os dois maiores torneios de MMA do mundo.  Tendo vencidas todas as duas primeiras edições (1995 e 1995), Rickson Gracie, era um grande lutador de vale-tudo do Brasil na década de 1970 e 1980 e que agora fazia também lutas em MMA no Open Japan, enriquecendo-se com isso, chegando também a lutar nas primeiras edições do PRIDE Fighting Championships.

UFC ao contrário do PRIDE que reinou absoluto entre 1997-2007 perdeu valor e ficou em baixa chegando a ser proibido em vários estados dos Estados Unidos.

Em 2001 o ex-empresário de boxe Dana White convenceu os amigos de infância Lorenzo e Frank Fertitta, donos da rede de Cassinos Station, a comprarem o UFC. Fundaram uma empresa chamada Zuffa e compraram o UFC por dois milhões de dólares. Depois de várias mudanças nas regras conseguiram legalizar o esporte em praticamente todos os estados americanos.

Em 2007 O UFC comprou o Pride, levando vários atletas do Japão para os EUA e tornando o UFC a maior organização de MMA do planeta. Hoje o UFC tem um preço estimado de mais de 1 bilhão de dólares e domina mais de 90% do mercado mundial de MMA.

[important][/important]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *