historia-karate-640x300

História do Karatê – Conheça a história e origem do karatê

História do Karatê – A origem da arte marcial japonesa

História do Karatê Gichin Funakoshi

Gichin Funakoshi – Fundador do Karatê moderno

Existem diversos relatos sobre a origem do karatê, mas pelo fato da história ter passado de pessoa para pessoa fica difícil saber o que é verdadeiro e o que é falso.

A marcialidade teve início na índia, passou pela China e , finalmente, chegou ao Japão. Pouco antes do século 15 em Okinawa, chegaram técnicas de lutas marciais, nesta mesma ilha foi gerado o karatê.

Situada a leste da China e ao norte do Japão, Okinawa foi transformada em um ponto de encontro de diversos povos, culturas e artes marciais asiáticas. Na metade do século 15, foi decretada a proibição do uso de armas e o treinamento de artes marciais pelo povo desta ilha, com o objetivo de evitar as revoltas populares.

Com isso, nasceu as artes marciais de Te (mão), permitindo um afloramento como método de luta. Devido a diversas invasões na ilha, os habitantes desenvolveram técnicas de lutas objetivas, nas quais utilizavam golpes de mãos e pés.

Pelo fato de treinarem sozinhos e escondidos, desenvolveram formas de luta denominadas Katas. Apresentavam características das aldeias Nara, Shuri e Tomari.

Leia também: Karatê Shotokan – Veja a história e origem deste estilo de karatê

História do Karatê – Gichin Funakoshi

Aldeias com diversos estilos marciais que serviram para dar início ao karatê. O grande organizador do karatê moderno foi Gichin Funakashi, nasceu no ano de 1869, faleceu aos 88 anos em 26 de abril de 1957.

Começou a treinar bem cedo as técnicas do Okinawa-Te, seu primeiro mestre (Yasutsume Asato – “Anko Asato”), lhe ensinou a fazer de seus braços e pernas uma espada viva e a suportar fortes pancadas.

No ano de 1906 o mestre Funakashi comandou uma grande demonstração de dois estilos que praticava, Shuri-te e Tomari-te em Okinawa. Serviu como ponte de abertura para outras apresentações públicas, já que, nesta época, não havia mais sigilo sobre karatê.

Em 1916, o mestre Funakoshi fez uma demonstração tão perfeita no centro oficial de todas as artes marciais nipônicas (Botokuden), que recebeu um convite do comissário Shintaro Ozawa para ir a Tóquio realizar uma apresentação de karatê.

Em 1922, Retornou ao Japão para fazer uma demonstração marcial na primeira exibição nacional atlética de Tóquio, a convite do ministro da educação. Evento no qual estava presente o mestre Jigoro Kano, fundador do judô, que o convidou para uma apresentação de sua arte marcial no Kodoran (centro de judô).

No ano de 1930, Funakoshi tomou emprestado o sistema de graduação do judô, sendo ele com faixas coloridas e pretas. Em 1932, o mestre mudou o nome da sua arte marcial de To-De (técnicas chinesas das mãos vazias) para karatê (técnicas das mãos vazias) e também fez modificações dos nomes dos Katas de Chinês para o Japonês.

Em 1936, fundou o estilo Shotokan em Tóquio: Shoto= o apelido de Funakoshi quando criança e Kan= casa, organização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *